sábado, 14 de janeiro de 2012

Planos de aula de Filosofia

Até o dia 15 de fevereiro dedicarei esse espaço para disponibilizar PLANOS DE AULA de filosofia para ajudar os professores nesse início de semestre letivo.

Colabore com esse espaço e nos envie seus planos de aula para que possamos postar para os demais colegas. Enviar planos de aula para semviolencia@gmail.com

Para começar disponibilizo abaixo planos de aula de filosofia da revista Nova Escola que oferece gratuitamente em seu site. Leia abaixo os títulos desses planos de aula para usarmos nesse ano letivo.

Att

Prof. Ms. Marney Cruz
Fortaleza - Ceará - Brasil



Planos de aula de Ciências Humanas e suas Tecnologias: Filosofia

Democracia e conflitos na Grécia

Plano de aula esclarece a noção de democracia e a relaciona com a atual crise na Grécia.
Estado laico, Estado religioso e liberdades individuais

Plano de aula para o Ensino Médio discute as noções de Estado Laico e de Estado Religioso, com base em artigo de Roberto Pompeu de Toledo, publicado em Veja.
Utopia X Realidade

Plano de aula trabalha diferentes noções do termo utopia com os alunos do Ensino Médio.
Liberdade com igualdade?

Plano de aula de Filosofia para o Ensino Médio sobre as noções de liberdade e de igualdade.
Filosofar é aprender a morrer

Plano de aula de Filosofia para Ensino Médio sobre a ideia de vida e morte em Platão, Sócrates e Epicuro.
O ideal grego de Amor

Plano de aula de Filosifia para Ensino Médio sobre a teoria platônica das formas, partindo da tentativa de definição do universal Amor
O sagrado e o profano

Plano de Aula do Ensino Médio de Filosofia. Discuta com a moçada as diferentes concepções do corpo humano ao longo da história, desde a ideia imaculada de sacrário da alma até a transformação dele em mercadoria
O Hulk interior

Plano de Aula do Ensino Médio de Filosofia. A vida em comum agradece quando cada pessoa tenta domar o monstro verde e raivoso que existe dentro de si
Fast terapia ou junk terapia?

Plano de aula do Ensino Médio de Filosofia. Na reestruturação do psiquismo, a pressa pode ser inimiga do bem-estar
"O homem está condenado a ser livre"

Plano de aula do Ensino Médio de Filosofia. Leve os jovens a refletir e a se posicionar sobre o conceito de liberdade
Feminismo pós-motherno

Plano de aula de Filosofia para Ensino Médio sobre a luta da mulher por um novo papel na sociedade atual.
É preciso saber viver

Proponha uma reflexão sobre a finitude do tempo
Desejo, logo existo

Explique que na hora da compra, nem sempre é a razão quem decide
Educação consciente

Faça a moçada refletir sobre razão instrumental ou substantiva
O princípio do jogo

Mostre que a origem do Universo é um dos temas que os filósofos discutem há muito tempo
Vida que segue... ou não?

Debata com seus alunos a finitude da vida
Cartas metafísicas

Mostre como seus alunos podem jogar com a Filosofia
Diferenciado, porém igual

Discuta as motivações do consumo de luxo e a falsa idéia de exclusividade criada pela massificação cultural
Tiro ao alvo

Apresente e debata com a turma os principais aspectos da obra de Spinoza, Tocqueville e dos pensadores da Escola de Frankfurt
Freud explica

Apresente os aspectos mais importantes da obra e do pensamento de Sigmund Freud
Pergunte aos alunos se a felicidade é apenas um estado de espírito

Discuta com os alunos o que é, para eles, felicidade
Lembre que todos têm direito à vida. Isso inclui a nossa morte?

Discuta com os alunos sobre o direito à eutanásia
Como anda a organização dos alunos na hora de estudar?

Proponha aos alunos maneiras de se organizarem em casa para cumprir as tarefas diárias
Uma jovem professora de pernas decepadas dá lições de otimismo

Debata com os alunos, a partir da história da professora que perdeu as duas pernas em um acidente, sobre a capacidade que têm de agirem sobre suas vidas
Examine a lógica do espeto de pau em casa de ferreiro

Discuta com os alunos sobre postura profissional e atitudes pessoais a partir da contradição de comportamento dos endocrinologistas comilões
Examine com a classe o alto preço da genialidade

Analise com os alunos os distúrbios psicológicos de alguns grandes gênios da humanidade
Criar é preciso

A aula utiliza um artigo de Veja para refletir sobre a maneira como a sociedade atual produz conhecimento e informação, e o papel da criatividade neste contexto
Freud explica

Através do estudo da vida de Sigmund Freud, leve os alunos a compreender os conceitos e teorias desenvolvidos por ele e seu impacto na sociedade e no meio científico.
Plaft! Soc! Bum! Pou!!

Discuta com os alunos as razões da violência na sociedade e o papel dos meios de comunicação nisso. Será que faz sentido pensar que desenhos animados ou histórias violentas estimulam a agressividade de crianças e jovens?
Abra as portas de sua classe para deuses e monstros

Ajude a turma a entender como e por que surgem os mitos com a reportagem de VEJA sobre o material usado por artistas da Antiguidade.
Examine a lógica do espeto de pau em casa de ferreiro

Discuta com os alunos sobre postura profissional e atitudes pessoais a partir da contradição de comportamento dos endocrinologistas comilões




Segue abaixo o primeiro PLANO DE AULA dessa lista da revista Nova Escola sobre

DEMOCRACIA E CONFLITOS NA GRÉCIA

Objetivos
- Apresentar aos alunos aspectos da noção de democracia.
- Discutir com os alunos a situação da Grécia atualmente, com base no conceito de democracia.

Conteúdos
- Apresentação da situação atual da Grécia.
- A noção de democracia.
- Surgimento da democracia na antiguidade grega.
- Democracia e direitos.
- Consideração da Grécia atual em relação à noção de democracia.

Tempo estimado
Duas aulas

Material necessário
Cópia dos textos “Gregos fazem greve de dois dias contra corte de empregos” (Veja.com, 19 de outubro de 2011); e “Greve para Grécia antes da votação de austeridade” (Veja.com, 19 de outubro de 2011) para todos os alunos.

Introdução
A palavra democracia é de uso comum em nosso cotidiano. Todos se apressam em defendê-la, como algo sagrado ou de mais alto valor para a vida em sociedade. No entanto, nem sempre conhecemos a origem da noção de democracia, tampouco sabemos que ela possui uma história na qual seu significado e valor mudam ao longo dos anos. Os acontecimentos recentes na Grécia, berço da democracia, são uma boa ocasião para discutir com os alunos esta noção e a situação democrática da Grécia atual. Utilize os textos “Gregos fazem greve de dois dias contra corte de empregos” e “Greve para Grécia antes da votação de austeridade”, publicados em Veja.com, como mote para os debates em sala de aula.

Desenvolvimento
1ª aula
Inicie contando aos alunos que as próximas aulas serão dedicadas à discussão sobre a noção da democracia e sobre o que isso tem a ver com a crise enfrentada atualmente pela Grécia. Em seguida, distribua para os alunos os textos “Gregos fazem greve de dois dias contra corte de empregos” e “Greve para Grécia antes da votação de austeridade”, e peça que eles façam a leitura silenciosa.

Após a leitura, questione os alunos se eles já haviam se informado sobre os acontecimentos recentes na Grécia e pergunte o que eles entendem sobre a crise grega. Com base nas respostas, explique a origem dos protestos na Grécia. Conte que o país chegou a essa situação por ter pedido grandes empréstimos na última década, o que levou a um aumento da dívida grega e tornou o país vulnerável à crise internacional de crédito de 2008. Para contornar a crise inicial, a Grécia recebeu uma ajuda financeira do FMI (Fundo Monetário Internacional) e da União Europeia em 2010, pois sua dívida não permitia que conseguisse dinheiro emprestado do mercado.

Explique que a intenção dessa ajuda financeira era dar tempo para que a Grécia resolvesse sua crise econômica, o que não aconteceu. Pelo contrário, a situação se agravou ainda mais. Por isso e para contornar a crise cada vez mais grave, a Grécia pede uma segunda ajuda financeira ao FMI e à União Europeia, mas ambas as instituições exigem do país uma série de medidas para a liberação do dinheiro: cortes de empregos públicos, congelamento de salários do setor público, aumento de impostos, aumento do preço dos combustíveis e aumento de idade de aposentadoria (para tentar conter os gastos com a previdência).

Destaque que essas medidas que o governo grego pretende adotar para conseguir solucionar sua crise desencadearam uma série de manifestações contrárias, com greves convocadas pelos dois maiores sindicatos do país, - tal qual descrito nos textos de Veja. Os manifestantes reivindicam que as medidas não sejam aprovadas, pois elas retirariam dos cidadãos uma série de direitos adquiridos e levariam o país a uma recessão ainda maior.

Mostre aos alunos que as manifestações geraram fortes tensões, tanto pelo clima hostil entre os manifestantes, quanto pela mobilização da polícia para reprimir as passeatas. Exponha que a situação não condiz com o que normalmente entendemos por um processo democrático de reivindicação de direitos.

Para concluir, exponha aos alunos que, apesar de reconhecermos que eventos e instituições apresentam caráter democrático ou não, nem sempre temos clara a noção do que é a democracia. Peça aos alunos que reflitam sobre o assunto em casa e escrevam uma resposta simples e objetiva para a pergunta “O que é democracia?”, que será debatida na próxima aula.

2ª aula
Comece a aula retomando o que foi apresentado na aula anterior. Retome também a atividade proposta como lição de casa para os alunos. Escreva a palavra democracia na lousa, organize a turma em um círculo, peça que os alunos exponham o que escreveram e promova um debate com base nas respostas obtidas. Em seguida, mostre a eles que a noção de democracia surgiu em Atenas, uma das principais cidades-estado da Grécia Antiga, e que a palavra surge da junção das palavras gregas “demo” (povo) e “kratos” (poder, governo), e significava, em sua origem, uma forma de governo em que todos os cidadãos participavam diretamente das decisões políticas da cidade em assembleias.

Explique que a base da democracia na Grécia Antiga era a igualdade: igualdade perante a lei e igualdade de poder de opinar na assembleia, o que garantia a liberdade de debate e conflito de opiniões. Mostre que, apesar disso, não eram todos que participavam da vida democrática, mas apenas os que eram considerados “cidadãos” – estrangeiros e seus filhos, escravos e mulheres estavam excluídos da cidadania na sociedade grega.

Depois, mostre aos alunos que, em nossa época, a noção de democracia possui um sentido um pouco distinto daquele dos gregos antigos. Por um lado, temos a democracia considerada uma forma de governo, na qual o poder de decisão está nas mãos dos cidadãos. Esta forma de governo pode se dar de duas maneiras, a democracia direta, na qual os cidadãos decidem diretamente pelo voto as questões políticas (cada vez mais rara em nossos dias), e a democracia representativa, na qual os cidadãos escolhem representantes que tomarão as decisões políticas (esta é a forma mais comum em nossa época).

Conte aos alunos que existe, também, uma “ideologia da democracia”, que diz respeito à ideia de que todos os cidadãos têm a mesma liberdade de expressão de suas opiniões, igual participação na política e igualdade de direitos. No entanto, ao contrário dos Gregos Antigos, em nossas sociedades entendemos que esses direitos devem se estender a todos os seres humanos, sem distinção de gênero, etnia, crença. Mostre à turma que entendemos a democracia não só como um direito à participação em um sistema de governo, mas entendemos como sociedades democráticas aquelas que garantem os direitos e liberdades a seus cidadãos. Explique que a liberdade de expressão necessária à democracia implica conflitos de interesses e opiniões, mas que essas discussões também compõem uma sociedade democrática.

Mostre aos alunos que os protestos recentes na Grécia conflitam com essas noções da democracia, tanto pelo conflito de interesses entre as decisões do governo e os interesses da população, quanto pela repressão às manifestações por parte do governo.
Para finalizar, peça aos alunos que elaborem uma dissertação sobre o tema “Democracia e crise na Grécia”. Oriente os alunos para que, além de trabalharem com o material lido e com o que foi discutido em sala de aula, incluam seus pontos de vista e tomem posição sobre o tema nos textos.

Avaliação
Considere a participação dos alunos nos debates em sala de aula e analise a dissertação elaborada. Observe o quanto os alunos aprenderam sobre a noção de democracia e sobre a sua relação com a igualdade de participação e liberdade de opinião, bem como a relação da democracia com a garantia de direitos aos cidadãos. Considere, também, como os estudantes relacionam essas noções à atual situação da Grécia, e como eles manifestam seus próprios pontos de vista relativos a essas questões.

Consultoria Igor Silva Alves
Mestre em filosofia pela Universidade de São Paulo.

Um comentário:

  1. Como aluno eu queria dá minha opinião.
    Adoro filosofia, li vários livros sobre o assunto, mas seria legal fazer um comparativo com a vida atual dos alunos, mostrar músicas que se relacionem com o que está sendo ensinado, indicar livros facéis de se ler. Os livros que me mostravam na escola era extremamente chatos para meus colegas, por se usar de uma línguagem dificíl, e o autor Marco Machado mostrou em seu livro que é possível uma o cotidiano e ensinar filosofia ao mesmo tempo.

    ResponderExcluir